Miminhos


E-mail this post



Remember me (?)



All personal information that you provide here will be governed by the Privacy Policy of Blogger.com. More...



Vejo que há papás e mamãs que se preocupam muito com o excesso de mimos e de colinho com que somos presenteados. Que depois nós crescemos e ficamos mal habituados e tal, não é? Concordo. É algo que também me preocupa. E pratico essa minha preocupação de uma forma activa.

Se não vejamos, a minha mãe vai me tirar da cama de manhã e começa logo "dá um beijinho à mãe". E eu, nada! Chego à cama deles e está o meu pai a ressonar que nem um porco. Sento-me ali ao seu lado e começa logo a abraçar-me e a pedir beijinhos com aquela boca cheia de mau hálito e eu, claro, nada!

No fundo estou a resguardá-los. É que depois habituam-se e não querem outra coisa.

A coisa tem de ser com calmex. Quando estão a fazer comida dou-lhes um abracito nas pernas e tal. Também para não se sentirem rejeitados, coitados. Mas sem abusos. Dussemã, ó ráite? (Nota do editor: doucement, all right?)


2 Bocas foleiras que já me mandaram aqui neste post “Miminhos”

  1. Anonymous 1gota 

    boa cuca! não lhes dês "cartas"... :-P "deixós poisar"

  2. Anonymous Karla 

    Isso, linda, dá-lhes com força :D

Vá, digam mal, digam.

      Convert to boldConvert to italicConvert to link

 


Mas afinal quem sou eu?

  • Eu sou a Cuca,
  • Moro na Alapraia,

Previous posts

Coisas que eu já disse mas há já muito tempo

Outras pessoas que eu deixo morar lá em casa


ATOM 0.3